ECONOMIA

CUITEGI

FOTOS

EMPREGOS

Video

A presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, não ficou nada satisfeita com a intervenção do presidente do Sousa, Aldeone Abrantes, na última rodada do Campeonato Paraibano. Insatisfeito com a arbitragem no jogo contra o Campinense, o dirigente invadiu o gramado durante a partida e ameaçou entrar no campo. Após o jogo, Aldeone ainda sugeriu uma suposta fraude.
Michelle deixou claro que não irá tolerar o comportamento do dirigente e levará todas as demandas do mesmo tipo para a esfera judicial.
Leia:
O futebol paraibano está vivendo uma nova realidade e a Federação Paraibana de Futebol não vai admitir comportamentos como os ocorridos no jogo do último domingo (13/01/2019) em Sousa.  Este tipo de prática deve ficar no passado e, para reafirmar o compromisso de mudar a realidade do futebol da Paraíba com base nos pilares da legalidade, transparência, impessoalidade e moralidade, a FPF dará conhecimento formal dos fatos ocorridos à Justiça Desportiva, a fim de que ela tome as providências que entender cabíveis.
 
A federação reforça que qualquer divergência quanto às decisões dos árbitros em campo deve ser levada aos órgãos competentes. Este é o comportamento que se espera de todos os dirigentes de clubes de futebol da Paraíba. Caso seja identificado algum erro por parte da arbitragem, a FPF será a primeira a intervir.
 
A entidade reafirma que o futebol do Estado está vivendo um novo momento e, exatamente por este motivo, o campeonato deste ano conta com a arbitragem vinda de outras federações, em um movimento de mudança e moralização, ao mesmo tempo em que investe na renovação do quadro arbitral do nosso Estado.
3
0 Comentários

Postar um comentário